Análise: Vingadores: Ultimato – Um desfecho digno para a Saga do Infinito

O filme que nos proporciona o desfecho da Saga do Infinito não podia ser mais grandioso. Vingadores: Ultimato superou as expectativas de muitos dos fãs. Veja se, através desta análise SEM SPOILERS, pode superar as suas.

Qual é o Plot?

Ao contrário do que muitos podem pensar, a trama não gira totalmente em torno de vingança contra Thanos.

Os primeiros momentos do filme são trágicos, e mostram uma realidade abalada: um universo que tenta se reerguer perante as consequências do estalar de dedos cósmico do Titã Louco.

Thanos explicando seu plano a Stephen Strange, em Vingadores: Guerra Infinita.

Entretanto, o foco principal, é claro, não é nos problemas do universo, mas sim nos Vingadores restantes que, após serem derrotados na grande batalha de Guerra Infinita, tentam lidar com esse fato, da melhor forma que conseguem, individual ou coletivamente.

Vingadores: Ultimato foi feito com muito carinho e dedicação para todos os fãs da obra que a Marvel construiu nos cinemas ao longo desses 11 anos, e nos proporciona reviver toda essa história, com seus fechamentos de arcos, momentos dramáticos e emocionantes, alguns fan services, e muita, mas MUITA ação.

Quanto ao roteiro, consideramos ele bom. O filme possui uma narrativa um tanto coesa, mas não foge alguns pequenos furos. Porém, esses furos podem deixar (ou não!) margem para que novas possibilidades sejam apresentadas futuramente no Universo Cinematográfico da Marvel.

O que esperar do Enredo?

Como citado anteriormente, os heróis mais poderosos da terra foram muito abalados, pois depois desses 11 anos de proteção continua ao nosso planetinha, e considerando que a cada ataque sofrido vinha uma vitória triunfante posteriormente, pela primeira vez eles teriam de fazer algo, digamos… “Para o que vieram”: Vingar a terra.

Os primeiros Vingadores em formação, ao fim de Os Vingadores (2012).

Contudo, assim como muitos de nós, eles não estavam preparados para isso. Muitos deles se desvirtuam completamente de seus caminhos. Alguns o abraçam ainda com mais afinco. Alguns simplesmente tentam tocar a vida… “a seu modo”, digamos. Outros, contudo, passam por mudanças surpreendentes, se tornando mais ou menos poderosos.

Mas, isso não é necessariamente ruim. De todo modo, Joe e Anthony Russo souberam trabalhar muito bem, e desenvolveram cada um dos nossos heróis de formas diferentes, perante a situação a qual eles foram impostos.

O Futuro do MCU

O futuro do Universo Cinematográfico da Marvel é uma verdadeira incógnita. Apesar de tudo, Vingadores: Ultimato funciona para o que veio: fechar com chave de ouro a Saga do Infinito, construída pela Marvel em torno de seus primeiros 21 filmes. Entretanto, apesar de uma obra digna de todo o amor e apreço dos fãs de quadrinhos, o longa não apresenta nenhuma pista do que podemos esperar da Fase 4 do estúdio.

Apesar dos furos de roteiro, como citado acima, ainda é pouco provável que eles sejam usados como uma “continuidade”, embora isso não seja impossível.

Além disso tudo, para ajudar, o filme ainda não conta com a tradicional cena pós créditos, da qual a Marvel Studios se utilizou tão bem ao longo dos anos para nos dar vislumbres do que viria a seguir.

Contudo, vale a pena lembrar que Vingadores: Ultimato, embora encerre a primeira saga da Universo Marvel nos cinemas, NÃO é o filme que conclui a Fase 3 do estúdio.

Este será Homem-Aranha: Longe de Casa, que estreia no Brasil no dia 04 de Julho deste ano. Nele, quem sabe, poderemos ter um gostinho do que a Marvel vai aprontar na Fase 4.

Passa a régua, chefia!

Na nossa escala de 5 estrelinhas, onde 0 é “este filme foi uma perda de tempo” até 5, que representa “isso deveria ser entupido de Oscars”, Vingadores: Ultimato leva 5 Estrelas!

Vingadores: Ultimato é uma obra prima. Apesar de sua longa duração e trilha sonora não tão impactante, o filme vale cada minuto no que se trata de efeitos visuais, trama e enredo, além de proporcionar acontecimentos de tirar o fôlego, especialmente de quem acompanhou o Universo Marvel nos Cinemas pelos seus primeiros 11 anos.

E que venham os próximos 11! E que venha a Fase 4! Que venham mais sagas como a do Infinito! Avante, Vingadores!

Vinicius Loyo

Editor de vídeo, Streamer nas horas vagas e, apesar de viciado, um dos piores gamers que você já viu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *